História

A história do Palestra de São Bernardo começa oficialmente em 1º de setembro de 1935, quando Alfredo Sabatini, filho de comerciantes italianos vindos da Toscana, resolveu fundar um time de futebol na cidade, ao lado dos amigos José de Jorge e Antonio Garcia. Jogador, ponteiro esquerdo, Alfredo fora preterido no Esporte Clube São Bernardo, fundado alguns anos antes. E em uma reunião marcada para o Bar e Lanche ‘Viarregio’, na Rua Marechal Deodoro, surgia então o Palestra Itália de São Bernardo, nome sugerido pelo próprio Alfredo Sabatini motivado pela grande presença de imigrantes no ato, notadamente italianos.

A inspiração para o nome veio da Societá Sportiva Palestra Italia (atual Sociedade Esportiva Palmeiras), equipe campeã na capital nos anos de 1928, 1929 e 1930. Pelo mesmo motivo, outras agremiações do interior surgidas a partir de então adotaram a denominação. Mas todos, no período da 2ª Guerra Mundial, foram obrigados a alterar os nomes devido ao conflito com as forças do Eixo (Itália entre elas). Apenas em São Bernardo a mudança não foi total: retirou-se do nome a palavra ‘Itália’, mas ‘Palestra’ (que significa praça de esportes, academia) foi mantido e o clube foi o único do país a ostentar e manter o nome, ao contrário até mesmo da fonte inspiradora, o Palmeiras.

O Palestra de São Bernardo começou a construir sua trajetória em estádio localizado na Rua Marechal Deodoro, uma das principais da cidade, no qual disputou os seus primeiros campeonatos profissionais de 1949 a 1952, quando a área foi desapropriada para a instalação da Praça Lauro Gomes.

Antiga entrada do clube
Vista aérea antiga
Time Palestra SB 1950

Por um tempo o Palestra ficou sem ‘casa’, até conseguir um terreno no Bairro Ferrazópolis, no qual, com a abnegação de diretores, torcedores e simpatizantes, ergueu a estrutura que com o tempo resultou nas atuais instalações.

O novo endereço proporcionou também o desenvolvimento de outra vocação do Palestra, já presente no antigo campo, mas de forma bem mais modesta. Se lá havia uma quadra de basquete, o novo espaço proporcionou a prática de handebol, voleibol, futsal, basquete, judô, tênis de mesa, aeromodelismo, ciclismo, atletismo, rúgbi e futebol americano.